V de Vingança

Para muitos V de Vingança é de longe a melhor obra do autor, seja pelo trabalho cinematográfico, seja pelo próprio quadrinho, ou pelo legado que a obra acabou deixando na cultura Pop. São inúmeros os pontos que podem ser discutidos, V de Vingança é a história mais anarquista que o autor já roteirizou. Em V de Vingança é apresentado a história de um de Anarquista vestido com uma mascara de Guy Fawkes que luta contra o regime totalitarista do partido fascista Fogo Nórdico. A história se passa num Reino Unido pós apocalíptico nos anos 1990 e apresenta um ponto distópico logo depois de uma guerra nuclear que aconteceu nos anos 80 e que praticamente deixou metade do mundo destruído.v-de-vinganca-hq

O partido Fogo Nórdico exterminou seus opositores num campo de concentração, ou ao menos imaginara que exterminou todos eles, o personagem “V” apresenta a proposta de revolucionar e derrubar o estado fascista, alegando que cada um pode governar a si mesmo. A todo o momento a obra traz um tom interrogativo e faz o leitor se questionar o “V” é bom ou mal? herói ou anti-herói?, Isso porque V é um anarquista e muitas vezes ser anarquista não tem a ver com ter boa conduta e é exatamente nesse dilema que a personagem Evey Hammond entra na trama. O anarquista sequestra Evey com o intuito de ensiná-la da pior maneira possível como lutar contra aquele regime, do modo que ele aprendeu enquanto recluso no campo de concentração.

Mesmo com tal feito Evey na verdade e acima de tudo é escolhida para ser sua protegida, aquela figura aparentemente tão frágil e fraca o inspirou, para fazer nela uma transformação completa e eficaz. Alan Moore nessa obra mais uma vez fortalece a personalidade feminina junto ao declínio de uma nação inteira. Na história outros personagens secundários ganham bastante espaço e prestigio, alguns deles são de suma importância como no caso do

investigador Eric Finch. A obra não mostra exatamente como V foi parar no campo de concentração, ou o porquê, só se sabe que o campo de “reabilitação” como era chamado, era destinado a pessoas que possuíssem problemas psicológicos ou fossem defeituosas, o paciente da sala 5 ou no caso “V” em números romanos tevetumblr_md90e59d3i1qf7k72o1_500 o corpo completamente queimado e foi uma das pessoas a ficar em cárcere no local.

As primeiras vitimas de V foram os funcionários desse campo de “reabilitação” há relatos afirmando que no local faziam experimentos com os pacientes “Havia dedos crescendo das panturrilhas deles e mortes o tempo todo. ” Revelou uma vítima de V e ex médica do campo. O personagem possui o hábito de toda vez que matar alguém deixar uma rosa raríssima que ele mesmo costuma cultivar em casa.

A leitura da HQ é outro obstáculo para fãs de primeira viagem, isso porque o teor que a mesma possui, acaba por informa demais (e a todo o momento) o que se passa em torno da história, assim, devido ao excesso de informação, a leitura pode parecer cansativa e por momentos até tediosa. No entanto a escrita de V de Vingança é impecável e o enredo completamente impactante, V de Vingança é uma leitura para entendidos e fãs que além de ter bom gosto, saibam valorizar uma boa obra.

Tal obra não é uma HQ comum, ela leva ao leitor não só à uma revolução por meio da anarquia e de fato uma leitura que gera o auto-questionamento, até onde o homem iria pelo poder? Quem realmente faz o bem ou o mal? A quem pertence o bem maior? Moore reúne nessa obra diversas maneiras diferentes de um leitor se impressionar. A brilhante autonomia dos personagens no desenrolar da trama e a forma como o V se estabelece na obra de maneira fechada e cobrindo as poucas pontas abertas no decorrer da história, foge de qualquer outro clichê da época. O misterioso e Ambíguo V, leva a quem o lê ou assiste, um distópico, problemático, mas não necessariamente tosco fim revolucionário, por meio de uma inovadora anarquia onde ele se mostrava mesmo que tão pequeno um forte adversário para aquele regime.

tumblr_mnnaohwxca1srsptho1_500

 



Redação Diplomacia Nerd

Um seleto grupo de nerds, protótipos de escritores, munidos de café ☕ e com uma mochila repleta de livros e quadrinhos 📚


Comentários




Pin It on Pinterest

COMPARTILHAR